Agosto 20 2008

Hoje é dia de festa.....a minha cidade está ao rubro....!!!!!!! Os sons, os cheiros, as gentes e essa louca mistura entre o sagrado e o profano que fazem qualquer romaria ir ao rubro!!!!! Por isso nada melhor para abrir este blog do que deixar aqui um texto que fiz sobre as festa da minha santa terrinha ( sim eu sei que esta tem direitos de autor - depois pago Bárbara)!!!!

 

 

Viana do Castelo: palco de tradições

 

O património cultural popular de Viana do Castelo torna esta bela cidade num centro de tradições e memórias que o tempo soube preservar e aprimorar. Por estes dias quentes de Agosto Viana acorda mais bela do que nunca, mais iluminada, mais perfumada e mais doce, para receber com todo o seu esplendor os dias de romaria. Eternamente menina e eternamente princesa, a cidade nortenha que mistura os azuis do mar e do rio com o verde do monte que a envolve, prepara-se para viver uma enchente de cor e luz que traz à cena vários rituais e tradições que jamais foram apagados pelo tempo. A Imagem de Nossa Senhora da Agonia, em tempos Senhora da Soledade, veste-se de gala para receber uma vasta multidão que procura envolver-se e mergulhar num clima onde o sagrado e o profano se misturam como faces da mesma moeda.
Falar das festas de Viana é falar do colorido, da alegria, dos sons e dos aromas que compõem toda a variedade etno-folclórica desta região. É impossível passar despercebido ao olhar de todos o colorido dos trajes, a originalidade do artesanato, a alegria que emana do folclore e a imponência do ouro que embeleza e ornamente todos os trajes. Detentora do estatuto de Rainha das Romarias, estas festas são porta bandeira das tradições minhotas e da enorme ligação da cidade de Viana do Castelo ao mar. Tudo começa com a primeira alvorada onde se ouvem os sons dos Zés P`reiras e das Bandas de Músicas a ecoar na Praça da República, que fica ainda mais alegre com as danças características dos Gigantones e Cabeçudos. Durante os quatro dias de festa são vários os momentos que animam a cidade e fazem juntar verdadeiras multidões pelas principais ruas deste município aquando da procissão solene, do cortejo etnográfico e da procissão ao mar. Esta última procissão tão ligada às crenças e às vivências das gentes do mar é um dos momentos mais emblemáticos e emocionantes destas festas. As ruas da ribeira são engalanadas por bonitos e coloridos tapetes de flores que são obra dos moradores da zona. Um momento alto é sem dúvida a passagem dos andores participantes na procissão ao mar (Nossa Senhora d`Agonia, Senhora dos Mares e S. Pedro) pelas ruas da ribeira. Passam os andores num passo lento, apoiados nos ombros dos homens que demonstram dessa forma a sua fé, tocam a compasso os músicos e vemos do céu caírem pétalas de flores sobre o rosto das sagradas imagens que passam pelas ruas como que para abençoar a imensa moldura humana que para elas olham. Se os dias são marcados pelos desfiles e cortejos e procissões as noites são marcadas pelas luzes intensas do fogo de artifício e pelo seu som estridente que ecoa por toda a cidade. Sem dúvida que a Serenata no Rio Lima é um momento de eterna magia onde todos os olhares se direccionam para o céu e esperam todos os anos ser surpreendidos pelo espectáculo de luz e de cor. O rio espelha as formas cada ano mais complexas do fogo de artifício e torna-se testemunha privilegiada de todo espectáculo, tendo ao longo das suas margens milhares de espectadores fascinados.
O colorido de todos estes momentos é de tal forma inesquecível que para os filhos da terra fica a certeza do orgulho e da importância que a história da cidade e das suas raízes tem dentro de cada um de nós. Para os visitantes resta a vontade e o desejo de voltar novamente a viver estes longos e mágicos dias de profunda e enraizada tradição minhota. Terminam as festas e começa a saudade!
 

publicado por sandra às 23:55

mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO